O COLETIVO POR TRÁS DA MARCA ALEMÃ GMBH / REPRODUÇÃO

Fédération de la Haute Couture et de la Mode anunciou que novos nomes foram incorporados ao calendário oficial da semana masculina de Paris, com a Vetements como principal destaque, com desfile marcado para o dia 19 de janeiro.

Marcas novas com foco nos jovens devem dar uma esquentada no line-up. Entre elas, está a alemã GmbH, um coletivo formado nas pistas de dança de Berlim. Os fundadores Serhat Isikand e Benjamin Alexander Huseby são, respectivamente, estilista e fotógrafo. A marca é inspirada no multiculturalismo que faz parte do background não apenas deles, mas de sua comunidade. A maior parte das roupas é produzida com estoque morto de uma grande fábrica de Milão, como resistência ao consumo exagerado da indústria.

Outra marca que tem uma pegada parecida e que estreia na próxima temporada de Paris é a Myar, de Andrea Rosso (filho do Renzo Rosso). Myar (a palavra army rearranjada) começou como um projeto que traz um outro significado para a moda, remixando peças militares vintage. “Sempre fui apaixonado por roupas de segunda mão. Nos anos 90 usava muito calças cargo e peças militares sempre fizeram parte do meu guarda roupa”, diz Andrea ao site da V Mag. Adepto do upcycling, ele pega roupas que já existem e as transforma em uma peça nova, além de também criar do zero.


ANDREA ROSSO TRABALHANDO EM SUA MARCA MYAR / REPRODUÇÃO

Andrea é diretor criativo das marcas licenciadas da Diesel, incluindo a grife japonesa Takahiromiyashita the Soloist, que irá fazer um desfile back-to-back com a Undercover na Pitti Uomo, em janeiro.

Outros nomes no line-up oficial da semana masculina de Paris incluem ainda Nïuku (França) e Dunhill London (UK). A Offi-White volta pro calendário após uma temporada em Florença como convidada especial da Pitti Uomo.

A semana masculina de Paris Inverno 18/19 acontece de 17 a 21 de janeiro.
Fonte: FFW.