O material foi adotado por diversos estilistas em suas novas coleções.

(Vaquera/Divulgação)

Na última edição do NYFW, a Vaquera impressionou ao desfilar um vestido todo feito de cartões de crédito, mas o look não foi o único modelo inusitado na passarela. A marca também optou por sacolas plásticas como acessórios de uma de suas produções. A ideia colocou em pauta um assunto que permeia o mercado fashion atual: a sustentabilidade.

O tema vem se tornando um dos braços mais importantes para a moda e cada vez mais tem sido discutido por grandes nomes da indústria. A Lush, por exemplo, decidiu tirar as embalagens de seus produtos e a Reformation também luta por uma produção mais eco-friendly.

(Vaquera/Divulgação)

Além disso, campanhas como a de Stella McCartney ajudam a disseminar uma cultura de consumo mais consciente e questionadora. Estes movimentos provam a importância de discutir o tema e as últimas temporadas de moda ao redor do mundo são um sinal gritante disso. Vivianne Westwood inclusive vocalizou o apelo, pedindo para que os consumidores parem de comprar roupas.

No SPFW, a russa Maria Kazakova apresentou a Jahnkoy, uma label que se propõe a fazer o upcycling. Em uma de suas peças, a estilista confeccionou um capuz feito com sacola plástica. Mais recentemente, na NYFW, a Public Schooltambém decidiu apostar no item e empacotou todos os seus calçados com o material.

Jahnkoy – SPFW (Fotosite//Por que estamos vendo tantas sacolas plásticas nas passarelas?//Por que estamos vendo tantas sacolas plásticas nas passarelas?/Agência Fotosite)

Cada marca fala, de sua maneira, sobre outros temas associados à sustentabilidade: na Vaquera, os cartões e sacolas nos lembram do imediatismo e do mundo estonteante do consumo — vale lembrar que uma das embalagens é da Amazon Prime, que garante entregas de compras online em até 24h. Já a Jahnkoy, que resgata um universo masculino espiritualizado, aponta a discussão para a colonização e a substituição de algumas culturas por uma ideia hegemônica de ser.

Outro recurso utilizado por essas labels é o uso de frases irônicas, como o “Come Again” em um dos casacos da Public School. Levando em conta o panorama ambiental do mundo — com previsão de produção de 500 bilhões de camisetas até 2030 — falar sobre a descartabilidade das roupas é também tema urgente. Será que a melhor forma, no entanto, é criar novas peças? Estamos acompanhando a solução de cada designer para essa questão.

Public School – NYFW (Fotosite/Agência Fotosite)

Fonte: Elle Brasil.